Now Playing Tracks

Mesmo que esses desejos se tornassem realidade, porém, tais pessoas não seriam felizes. Elas ainda sentiriam lá no fundo certa inquietude. Por quê? Porque a felicidade não depende de circunstâncias exteriores ou de outras pessoas, não importa quão convencida esteja a pessoa espiritualmente imatura dessa falácia.

A pessoa espiritualmente madura sabe disso. Sabe que ela mesma é a única responsável por sua felicidade ou infelicidade. Ela sabe que é capaz de criar uma vida feliz, primeiro dentro de si mesma, e então, inevitavelmente, também na sua vida exterior.

"Não foi o martelo que deixou perfeitas estas pedras, mas a água, com sua doçura, sua dança e sua canção. Onde a dureza só faz destruir, a suavidade consegue esculpir". 

Rabindranath Tagore

Odin distribuiu as vinte e quatro runas entre três deuses: Hagal, Freya e Tyr.
Estes três deuses deram às runas suas energias. Freya, a energia de mãe, de esposa, de amante, e de irmã; Hagal, o conselheiro sábio, correto e energético; Tyr, o jovem guerreiro, corajoso e lutador.
A vigésima quinta runa, que é branca, representa Odin.
A escrita rúnica é uma das mais antigas conhecidas; tem mais de doze mil anos.

"É através de nosso corpo, de nossos sentidos e sensações que o sagrado se comunica conosco. No voo dos pássaros, no canto de um bem-te-vi, no barulho do vento, no cair da chuva, no sonho no meio da noite, os Deuses e ancestrais falam conosco, nos inspiram e nos aconselham a todo momento."

"Então eu vou encher meu coração de estrelas e ficar vendo o brilho de cada uma, até iluminar tudo dentro de mim, quem sabe assim eu paro de ver um pouco da escuridão das almas."

Denise Portes

To Tumblr, Love Pixel Union